H O M E
S T A F F
C R E D I T O S

Tantas pessoas a agradecer que passaria o ano falando o nome de todas.Primeiro ao pessoa do Soucer Code, especialmente a Pyrite Wolf (pela caixa de news), a Fanatica_77 (por toda skin) e ao Poximaker, (pela pagina html).Também agradeço a diversos sites que arranjei as imagens, mas são tantos que não poderia colocar seus links. Aos staffer's que vem cada dia melhorando o RPG. E a você, jogador, que nos ajuda a cada dia crescer.






Nosso Banner
Greek Camp RPG

[FP] Dianna Novoselic Constantinova

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Dianna Novoselic Constantinova

Mensagem por Dianna N. Constantinova em Dom Set 15, 2013 4:18 pm


Ficha de Reclamação

História!
“O homem esquece mais facilmente a morte do pai do que a perda do patrimônio”
-Nicolau Maquiavel-

I'm so tired I can't sleep
I'm a liar and a thief
Sit and drink Pennyroyal Tea


Acontece que a pura verdade apenas sucede. Não existe prévio aviso ou algo para adiantar a situação. O que é doloroso, pois as vezes a própria morte pode estar batendo as suas portas de forma surpresiva. Ela simplesmente derrubará as paredes, atravessará as portas. E logo pegará sua alma.

Água benta? Mil exércitos? Nem sequer tais apelos podem-na deter. A resposta correta é apenas sentar e esperar calmamente. Como se fosse assistir o fim do mundo ao tempo que descansa. Apenas aguardar ao fim.

Sente-se e beba um chá, acompanhe como preferir.

O ponto é que, não estou deixando em claro a história. Palavras confusas, orações sem sentido, falta de coerência. Voltando ao inicio, ainda assim, nada fará sentido. Mas de todas as formas, tentarei. Era uma vez...

--
Never though I'd be the one to love you
Never though you'd be the one to bring me down


Severac Novoselic. Rico e poderoso. Enriquecimento de urânio. Tudo para dar certo na vida. Exceto o amor... Ah o amor... Aquela coisa que desgasta, machuca, acaba e a mata. Mas simultaneamente algo desejado, aclamado e adorado, como se fosse algo dolorosamente lindo. Antes de uma compreensão errônea, aquele homem não tinha falta de amor. Existia muito ao redor dele. Mas ele escolheu o errado. Ou seria o correto?

Pele como a porcelana, cabelos sedosos e olhos claros. Mistério parecia envolver a noite personificada. Palavras não tão dóceis, mas sim, apaixonantes. Um amor mútuo, porém passageiro.

Severac havia amado a deusa da mesma forma que ela o havia amado. Logo, ela também o havia abandonado. E certo tempo depois, lhe entregado um resultado. A garotinha de olhos azuis parecia mais um ato sádico de memórias que jamais voltariam. Um castigo que lhe fora entregue, uma marca, um carimbo. Um selo de tudo o que havia perdido. Guardava ele ódio pela pequena e indefesa criatura? Jamais. Pelo contrário, dedicava-lhe tudo o que conseguia. Tempo, fortuna e cuidados. Era seu mais precioso logro. A única coisa que preenchia parte do vazio deixado por seu antigo amor.

Porém, como já se esperava, alguém apareceu. A bela mulher de olhos verdes, cabelos dourados e pele pálida encantou o homem. Ambos passaram a conviver, até que caíram em uma paixão profunda e irreversível. Casaram-se. Amelia, o nome dela.

Amelia mudou-se para a mansão de Severac. Acostumou-se aos limites da nova vida. E sobre tudo, aprendeu a adorar a garotinha, filha de seu esposo. A mulher tomou tal carinho pela mesma que já a tratava como a própria filha, chamando-a assim em vez de seu nome. Era como se ela mesma houvesse dado a luz a criança, já que ao que tudo indicava, ela desejava tê-lo feito.

Momma's gonna make all of your nightmares come true
Momma's gonna put all of her fears into you



Conforme o tempo se passava, a garotinha ia crescendo, como logicamente, era esperado. Mantinha uma forte ligação com sua “mãe”, quem era mais do que inseparável. Ambas dividiam todas as alegrias que possuíam, dando a Severac mais motivos para se contentar com a escolha que havia feito. A escolha de esquecer e retirar por completo Nyx de sua mente.

Talvez seja apenas uma impressão, mas renegar aos deuses de qualquer modo, incentiva a sua cólera e desdém. Apenas uma coincidência? Possível. Mas o fato é que após os inesperados, diversos e aterrorizantes ataques de monstros nos breves oito anos de Dianna, Amelia enlouqueceu.

A mulher procurava distanciar-se da criança cada vez mais de formas discretas. As vezes, quando tomava coragem de aproximar-se da menininha, desabava em lágrimas e acariciava os cabelos escuros ao tempo que olhava nos olhos azuis. Murmurava sempre a mesma frase.

“Nunca se esqueça que eu te amo muito”, ela dizia. “Nunca se esqueça que eu te amo muito”, com olhos chorosos e expressão triste.

“Nunca se esqueça que eu te amo muito”. Silêncio absoluto.

-Nunca se esqueça que eu te amo muito..._Disse a mulher acariciando os cabelos molhados da menina, com o coração partido pelo que estava prestes a fazer. Trêmula e decidida, porém acabada, empurrou a garota para o fundo da banheira ao tempo que com ambas as mãos a mantinha no fundo da mesma e golpeava a pequena cabecinha contra o material rígido diversas vezes. A menininha de debatia, os braços se movendo sem cessar ao tempo que tentavam alcançar a superfície, ao tempo que mãos indefesas arranhavam brutalmente quem a mantinha agonizante. Novamente, o silêncio e a calma. Os movimentos cessam e o sangue começa a subir, tingindo de forma extremamente lenta a água de vermelho.

She took a bullet and she blew out her brains

A mulher caminhou para fora do banheiro lentamente e profundamente arrependida. Detonada. Pegou o telefone e discou o numero tão conhecido. Uma voz profunda e masculina atendeu alegremente. A palavra ‘amor’ terminou por destruí-la.

-Eu sinto muito._Disse ao tempo que já não aguentava mais.

O homem, confuso, questiona a mulher e o porque das desculpas.

-Eu o fiz... Ela se foi! Ela se foi!_Grita em desespero_

-Quem se foi?!_Pergunta já desesperado o outro_

-Minha pequenina... Eu a amo, ela nunca deve se esquecer... Eu não posso mais ficar aqui! Eu não suporto! Ela está por todas as partes, o sorriso. Eu tenho uma arma. Eu tenho como partir. Não me obrigue, não me segure. Eu não mereço!_Gritava a pleno descontrole ao tempo que quebrava o espelho e chorava._

Forcejos contra a porta, os ruídos haviam sido ouvidos. Severac gritava ao outro lado da linha para que ela se acalmasse, berrava que não entendia nada e dizia que eles deveriam conversar. A mulher respira fundo.

-Eu estou bem..._Diz._

Segue-se a calma a ambos lados. Apenas três segundos. E então, um estrepitoso ruído pode ser ouvido. A porta é arrebentada e como em câmera lenta, os empregados entram. Ao outro lado da linha, Severac deixa o telefone cair. Ela havia pegado uma arma e explodido seu próprio cérebro.

Hush now baby, baby, don't you cry

Após a confusão inicial, haviam-se precatado da garota no banheiro. O desespero do começo foi-se apagando quando a garotinha voltou a respirar. Único vestígio? Amnésia psicogênica retrógrada.

--

Renascida. Tal e como a plena noite após cada dia. E assim, até hoje renasce a cada anoitecer. Entre os véus do domínio das sombras e da escuridão, uma mente considerada insana, porém em muito melhor estado e mais equilibrada do que se pode imaginar, abre as suas portas e expõe no puro silêncio idéias friamente calorosas. Deixam ao claro o que é o escuro. Mostram de forma implícita o que a noite significa.

--

A culpa? Quem a carregou? Pois bem, a resposta é obvia. O homem não culpava sua adorada filha, também não culpava Amelia. Sequer os próprios Destino e Morte eram culpados pela tragédia que havia manchado sua história, a tragédia que havia se instalado por entre as páginas de um livro de fantasia. A culpada, era a noite. A deusa. Nyx. Pois ao homem mais fácil é culpar e ofender a aqueles que amam do que aqueles que temem.

Dianna Marie Angelique Novoselic Constantinova x 18 x
Nyx x Ucrânia x Mariana

@Thay



••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Dianna Novoselic Constantinova

--♥[/url]

credits @
avatar
Dianna N. Constantinova


Ficha de Campista
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum